JORNADA DE COMPRA

fevereiro 09
JORNADA DE COMPRA

JORNADA DE COMPRA

O layout não é criado apenas com propósito de deixar a loja mais bonita. Por trás das mobílias, iluminação e equipamentos tem o objetivo de impulsionar as vendas instigando e traçando um caminho para os clientes na jornada de compra de maneira que ele ande por toda a loja.

Segundo O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas-SEBRAE, é na loja, diante ou dentro dela que o consumidor se encanta com o produto e passa pela experiência da compra fiel a uma marca. Um layout de loja é fundamental para agregar valor a sua marca na jornada de compra.

A coisa mais importante que as lojas têm a oferecer ao seu cliente é o produto. Apesar de isso soar um tanto óbvio, há muitos estabelecimentos que criam certa distância entre o público e os itens à venda. A primeira dica, portanto, é remover esses obstáculos. Afinal, o objetivo do comerciante é que a pessoa não saia de mãos vazias. É comum que o layout e design de lojas sejam associados à fachada, vitrine, cores e decoração de um ponto comercial, mas há vários outros macetes que ajudam a tornar as vendas mais fáceis.

Fizemos um protótipo básico de um mercado que é um exemplo fácil e serve para pequenos e grandes negócios. O layout é estratégico e cada ponto é colocado de acordo com a jornada de compra que o cliente irá fazer começando pela entrada.

 

Exemplo:

– Digamos que joão vai ao mercado comprar pão.

Localizado na entrada para ele chegar à padaria precisa passar por toda a loja, pois a mesma está situada no final do estabelecimento e nesse trajeto ele encontrará vários produtos, até mesmo que combinam com o pão, e nisso ele pode adquirir algo além do objetivo garantindo mais venda.

 

Legenda descritiva:

01 – Entrada: Ponto de partida do trajeto precisa ser identificado com informações básicas, limpo e com caminho aberto. A entrada organizada é a chave para boas compras.

02 – Balcão de atendimento: O balcão fica entre a entrada e saída onde o cliente pode guardar volume, ser atendido, tirar dúvidas, trocar dinheiro e também é um ponto interessante para seguranças e supervisores da loja se localizar.

03 – Bazar; No começo havia certo medo de por utensílios domésticos, moveis, roupas e acessórios dentro da loja, mas com o tempo percebeu-se que estava sendo uma ótima alternativa para distrair e deixar os clientes mais tempo dentro da loja. Logo fica localizado de frente a entrada onde encanta e deixa um aspecto moderno.

04 – Gôndolas; Nesta área fica os produtos de alto valor e com menor procura, produtos com higiene pessoal e beleza, na sequencia fica a parte de produtos de limpeza, ferramentas e cozinha.

05 – Área Gelada; Aqui fica o ponto mais importante, pois é onde você vai encontrar um Dydyo bem geladinho pra te acompanhar no trajeto. A área gelada fica localizada nos fundos e em sua maioria em formato de L devido à fiação e mão de obra que por sua vez fornece produtos em geleiras e ilhas. Todo cuidado é pouco com reposição e temperatura.

06 – Frios; Ao lado da área gelada pela logística e por estar no meio e ter produtos em prateleiras que completam os outros pontos 05 e 07. Geralmente é bastante movimentado e um local estratégico para fazer degustações e ações.

07 – Açougue; Um dos pontos mais frequentados, no final da loja para que o cliente atravesse todo o ambiente e seja atraído no decorrer do caminho, carne independente da origem combina com hortifrúti e por ficar na frente já vem a lembrança do tempero e do que cozinhar.

08 – Padaria; Lugar que é válido o investimento por no Brasil ser bastante frequentando principalmente em mercados onde em sua maioria os clientes fazem compra e já pensam no lanche mais tarde. Por isso tenha variedade, deixe bonito e ganhe o consumidor pelo sabor.

09 – FLV; Frutas, legumes e verduras é o centro da loja, lugar aberto onde precisa ser todo identificado separado por ilhas com produtos frescos, arejado e o mais limpo possível. É um ponto muito criticado por quem compra a reposição aqui é muito importante.

10 – Gôndolas; É aqui que fica os produtos de maior necessidade, laticínios, bebidas, e mercearia.

11 – Gôndola mais importante; Por ser a última e já ter causado que o cliente tenha feito o trajeto completo Produtos de classe A onde tem a procura muito alta como arroz e feijão devem ser postos nessa seção.

12 – Caixas; Colocados estrategicamente para o cliente sair rápido da loja e onde ficam os produtos que são vendidos por impulso. Neste ponto passam pessoas de todo tipo, cansadas, felizes, estressadas etc, e é válido manter a simpatia para garantir a volta.

13 – Saída: Ao passar a porta o cliente tem que sair satisfeito que fez a melhor escolha com o sentimento de voltar e repetir todo o trajeto da jornada de compra.

Temos alguns conteúdos que podem complementar sua leitura, confira:

PONTO DE VENDA

PRODUTOS NOS LUGARES CERTOS VENDEM MAIS

Esses são alguns passos que irão ajudar impulsionar e fazer seu negócio ser mais visto.

Comunicação visual em cada ponto ajuda a criar um mapa onde o cliente se localiza.

Para cada passo que criamos iremos preparar um conteúdo exclusivo nas próximas publicações, breve publicaremos.

Dydyo Refrigerantes