Afinal, qual a importância do PH da água?

março 26
Afinal, qual a importância do PH da água?

A água é essencial nas nossas vidas. Cerca de 70% do nosso organismo é composto de água e precisamos ingerir uma quantidade suficiente do líquido por dia para que nossos órgãos funcionem corretamente. Disso todos nós sabemos, não é verdade? Agora o que tem levantado muitas dúvidas na população em geral é em relação ao PH da água e os possíveis malefícios ou benefícios que essa característica traria para os consumidores. Você sabe dizer o que, de fato, significa o PH e qual a sua importância para o corpo humano? Vamos falar disso a seguir.

O que é o PH e como ele se classifica?

PH significa Potencial Hidrogeniônico, que também pode ser entendido como potencial de concentração de hidrogênio. Trata-se de uma tabela que classifica a água como ácida, neutra ou alcalina, de acordo com a quantidade de hidrogênio.

A classificação do PH segue uma escala que varia entre 0 e 14. Quanto mais próximo de zero, mais ácida será a água e quanto mais próxima de 14, mais alcalina ela será.

  • PH menor do que 7 – ácido
  • PH igual a 7 – neutro
  • PH acima de 7 – alcalino

Essa classificação é utilizada para mensurar a acidez de uma solução aquosa, de alimentos e também de partes internas do nosso organismo, como o estômago e o intestino, por exemplo.

Qual é a real importância do PH para a nossa saúde?

Na verdade, o PH não tem toda essa importância que vemos tantas pessoas falando por aí, principalmente quando relacionado à ingestão de água. A classificação, da qual falamos acima, tem o objetivo de identificar e segmentar algumas substâncias como ácidas, neutras ou alcalinas.

Mas, isso não quer dizer que um produto ácido, neutro ou alcalino é totalmente bom ou totalmente ruim para o organismo, muito menos que seja responsável pelo aparecimento de doenças. Também não tem ação nenhuma no combate a problemas de saúde.

Obviamente, alguns alimentos mais ácidos devem ser consumidos com moderação caso o indivíduo sofra com algum problema gastrointestinal e tenha indicações médicas de que deva fazer essa alteração no cardápio. Mas, não é uma regra geral.

O PH influencia na qualidade da água?

Como sabemos, a água própria para o consumo é aquela que não tem cheiro (inodora), não tem cor (incolor) e nem sabor (insípida). E isso não tem nada a ver com um PH maior ou menor. A água é, naturalmente, uma substância neutra, com PH igual ou muito próximo a 7, segundo a escala.

O que altera o PH da água é a adição de minerais, cujo resultado é a água mineral que bebemos todos os dias. Mas, essa alteração não afeta a saúde de quem consome uma água adicionada de sais.

A não ser que haja acréscimo de alguma substância nociva à saúde, que pode acontecer devido à alguma contaminação. 

Além disso, outros fatores podem influenciar ou alterar as três características básicas da água, como o armazenamento ou manuseio inadequado, por exemplo.

Assim, uma água mais ácida pode ser percebida como uma água com gosto mais ou menos agradável, para quem tem um paladar mais apurado, o que não quer dizer que ela não pode ser consumida.

É verdade que a água alcalina é melhor para o consumo?

Não, não é verdade. Apesar de ser uma ideia muito difundida atualmente, por diversas pessoas, a verdade é que a água alcalina não tem poderes mágicos para afastar ou tratar doenças, muito menos influenciar ou alterar o PH interno do nosso corpo.

Dizer que a água alcalina tem o poder de equilibrar o PH do sangue, do estômago ou de qualquer outra parte do corpo humano é uma afirmação sem fundamentação científica. 

Vejamos: o estômago possui o PH naturalmente ácido (entre 1 e 3), o intestino também tem PH ácido (6) e o sangue tem PH alcalino (entre 7 e 7,5). Apenas com esses três exemplos podemos constatar que partes internas do nosso corpo possuem diferentes níveis de PH e que essa é a condição natural delas.

Sendo assim, se a água alcalina tivesse capacidade de equilibrar todo o nosso corpo e deixar tudo com PH acima de 7, na verdade ela estaria desequilibrando o nosso organismo e não o contrário. 

O fato é que o nosso organismo não precisa de água alcalina para ficar em equilíbrio. Órgãos, sangue e tecidos precisam manter o PH dentro da normalidade. E qualquer alteração em relação à acidez em maior ou menor grau da água é facilmente administrada pelo nosso metabolismo e não provoca nenhum dano, como muitos afirmam.

O PH da água mineral

Nós já vimos que o PH não oferece malefícios para o consumo do indivíduo e nem provoca alterações no corpo humano. Agora vamos falar um pouco sobre o PH da água mineral. 

Precisamos saber inicialmente que a água mineral é um produto totalmente natural, captada em nascentes no meio da natureza e com a infraestrutura adequada para que o líquido não sofra alterações e nem perca suas qualidades. 

Por causa de todo o percurso que a água mineral segue desde a sua nascente até o ponto de captura e tratamento, é absolutamente normal que o PH de uma marca de água não seja igual ao PH de outra marca, afinal essa água vai passar por inúmeras rochas, que possuem diferentes composições. 

Então, é provável que você encontre águas minerais com PH entre 4 e 9 e isso não quer dizer que uma seja melhor ou pior do que a outra.

Mais do que ficar atento ao PH de uma água, é importante consumir o líquido de fontes confiáveis, de marcas reconhecidas no mercado, que são avaliadas constantemente e estão sempre se modernizando para oferecer o melhor para o consumidor.

As águas Kaiary, por exemplo, atendem a todas as requisições dos órgãos fiscalizadores e oferecem ao consumidor uma água pura, saudável e totalmente apta para consumo diário de toda a sua família. 

E quanto ao PH da água ou dos alimentos que você consome, não precisa se preocupar. As orientações para ter uma vida mais saudável continuam sendo manter uma alimentação saudável, fazer exercício físico e fugir do estresse diário. E, claro, beber bastante água, de preferência, mineral.

Fonte: Revista International Journal of Nutrology

 

Leia Também:

Aguas Kaiary ganha o Selo de Qualidade ISO 9001

A Águas Kaiary chega aos seus 40 anos!

Dydyo Refrigerantes